Mercado Livre no Torcida Virtual

Estamos de volta ao blog depois de uns dias sem comunicação devido a problemas técnicos. Justamente nesses últimos dias em que lançamos a novidade polêmica da parceria com o Mercado Livre isso ocorreu.

Queríamos que os torcedores vissem a parceria com o Mercado Livre(ML) como um grande avanço no projeto. Trata-se de um parceiro de peso, um dos maiores sites da America Latina, e demonstra o reconhecimento do TV como uma rede social que se consolida e começa a ganhar relevância. É preciso saber ainda que toda rede social precisa encontrar modelos de negócio e formas de se sustentar. Para continuarmos a prover um serviço de qualidade e melhorar o que já temos é essencial uma fórmula de sustentabilidade. Achamos que a parceria com o ML é uma forma de conseguirmos isso sem solicitarmos dinheiro aos torcedores.

Reconhecemos que o fornecimento de títulos com pontuações muito altas deu a sensação de que se queria vender títulos. Não era de forma alguma esse nosso interesse. Vimos o casamento de compras e vendas no Mercado Livre (e de outros parceiros que esperamos ter no futuro) com fornecimento de títulos como uma forma de diversificar a competição, além de atacar um outro problema que tem sido reportado com frequencia pelos torcedores: os fakes. Afinal, será difícil de imaginar fakes, com  CPF, cartão de crédito e  que realizem compras (condições necessárias para comprar ou vender no ML).

De qualquer forma, escutamos as críticas dos torcedores, as entendemos, e como ainda por cima estávamos sem possibilidade de nos comunicar via blog, decidimos retirar os títulos e repensar a estratégia. Algumas sugestões fornecidas pelos próprios torcedores como prover um número de pontos menor estão sendo consideradas.

Estamos abertos para sugestões quanto à questão e contamos com a compreensão dos torcedores sobre a necessidade de estabelecermos parcerias como essa e outras que vão cada vez mais fortalecer o TV.

8 ideias sobre “Mercado Livre no Torcida Virtual

  1. este tipo de negócio pra mim não interessa, o que eu quero mesmo é conseguir conquistar o que foi proposto no blog, desde o inicio, sou a favor de mudanças, que seja para melhorar o relacionamento das torcidas, vocês poderiam por exemplo liberar para que todos os inter-nautas que participam do TV, possam entrar na minha página principal e comentar em meu post. Já que os novatos que entram não o faz. Eu poderia entrar na página do Corinthians e comentar nos post dos amigos que tenho por lá. Pensem nisso seria uma boa idéia para podermos pontuar e ganhar os escudos de craque e estrela e acrescentar outros escudos.

  2. tambem concordo com o comentariodo fernando marques,nao podemos relacionar os titulos aqui do torcida com meda corrente verdadeira,eu por exemplo nao compraria nada no mercado livre ,só pra conquistar titulos.mas, irao comprar e ai eu e mais imenso numero de torcedores ficariam prejudicados e iriam com certeza desanimar do jogo.

  3. Não sou favorável a criação de títulos conforme o modelo proposto mesmo que com pontuação muito menor (pelo menos 10 vezes menor) pois favorece aqueles que tem maior disponibilidade financeira, deixando de lado, imagino eu, uma grande parcela de torcedores que não tem condições nem financeiras e, às vezes, nem de idade para fazer negociações no Mercado Livre (ML).
    Como já comprei e já vendi por muitos anos no ML, entendo que é muito simples criar negociações fictícias para se beneficiar de eventual pontuação. Portanto, um esquema deste precisaria ter um monitoramento muito rigoroso entre o TV e o ML para impedir esta prática. A eventual pontuação só poderia ser confirmada pelo TV após o ML confirmar o recebimento do pagamento da respectiva comissão pela conclusão da transação. Ainda assim, a negociação poderia ser falsa e a um custo bem inferior. Imaginemos que para uma venda de R$ 2 mil, a comissão seja de 5%, ou seja, R$ 100. Mesmo pagando a comissão, a falsa negociação iria render, nos moldes propostos, 18 mil pontos ao torcedor. Seria uma venda de 6 ou 7 títulos por irrisórios R$ 100.
    Eu sugiro que seja criado um programa de milhagem com a conversão para TV$ na proporção da comissão efetivamente recebida pelo ML. No exemplo acima, numa negociação finalizada, após a confirmação do recebimento da comissão de R$ 100 pelo ML, o TV concederia o equivalente em TV$, ou seja, TV$ 100. Como já existem os títulos relacionados às TV$, não seriam criados novos títulos (exceto no caso de se criar títulos intermediários com outras faixas de TV$).
    Todas as negociações convertidas em TV$ devem aparecer no perfil do torcedor com o link do produto adquirido para que seja transparente e passível de conferência pelos demais torcedores, da mesma forma que acontece com as apostas (com a diferença é que deve haver uma forma de verificação no ML).

  4. concordo com o Fernando Marques. mas o que eu queria mesmo era que acabassem com esses títulos de convidar amigos, pois, na boa, quem é que consegue convidar 500 pessoas de verdade, que gostem de futebol e de redes sociais? se tem alguém que consegue, meus parabéns, mas acredito eu que a grande maioria não consegue nem convidar 10 pessoas.

  5. Também concordo como o Fernando Marques e com Torcedor.
    Pois tem muita gente malandra que não quero mencionar que utilizou toda
    brecha, fragilidade no sistema para se beneficiar aqui no TV.
    Pois se tivesse um monitoriamento sério…tenho certeza que não teria fakes
    e gente trapaceando para ter pontuações tão altas.
    Devido a decisão de vocês moderadores e administradores do sites de ficarem
    em cima do muro e não dá importância as denúncias feitas antes por diversos torcedores, estes oportunistas de plantão dispararam na pontuação fazendo que muitos torcedores de bem abandonasse o TV.

  6. Não gostaria de nenhuma vinculação de compras no ML gerando pontos no TV.
    Na minha opinião só o fato do ML ter acesso ao cadastro do TV, ter um link para oferecer os produtos e lógico gerar comissões para o TV, já é bom demais para ambos e uma prestação de serviço para os integrantes da Torcida Virtual.
    Essas parcerias podem ser estendidas para outros sites de compras e de serviços. Mas, de maneira nenhuma gostaria que isso gerasse títulos para quem usar desses serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>